Blue Studio Express

Conteúdo Patrocinado

Mercado Imobiliário

Startup se transforma em solução para incorporadoras do Rio

Estadão Blue Studio Express
Conteúdo de responsabilidade do anunciante 5 de julho de 2022

Após resultados expressivos em São Paulo e Porto Alegre,
Charlie repete a fórmula em parceria com empresas do Rio de Janeiro.

Startup se transforma em solução para incorporadoras do RioFoto: Adobe Stock

Com inflação e juros altos e a grande concorrência, o mercado imobiliário batalha constantemente para driblar as adversidades e seguir em expansão. Se o consumidor imobiliário para moradia está retraído, um dos caminhos para o setor é conquistar os investidores que buscam os retornos significativos com o aluguel.

O trabalho, portanto, é oferecer um diferencial para atrair exatamente os clientes que buscam boas oportunidades. Mas como conseguir isso? Atualmente, as construtoras e incorporadoras do Rio de Janeiro contam com uma estratégia que conquistou muito sucesso tanto em São Paulo quanto em Porto Alegre: o Charlie.

Focada em reimaginar a hospitalidade como um grande atrativo, a startup trabalha o conceito de moradia flexível. Com isso, consegue aquecer o mercado por onde passa, transformando-se em um grande diferencial para as construtoras parceiras.

Na cidade maravilhosa, o Charlie segue em busca de novos parceiros. Neste início de atuação na cidade, já conta com parcerias com as construtoras RJZ Cyrela e Cury, em um trabalho que contribui para a revitalização da região central, cada vez mais atrativa tanto pela infraestrutura quanto pela mobilidade, e também na zona sul, região com maior demanda short stay do Rio atualmente..

Com isso, a startup será responsável pela administração e operação de unidades nos empreendimentos On The Sea Arpoador, da RJZ Cyrela, e o Rio Energy e Presidente Vargas, da Cury.

Situados na cidade que é o maior cartão postal do Brasil, os imóveis possuem localizações privilegiadas, assim como oferecem espaços para networkings e áreas de lazer completas, um diferencial para a região.

“A aproximação com o Charlie é altamente estratégica para a RJZ Cyrela. Investimos constantemente em inovação e em novas modalidades de negócios que representem uma experiência de morar ou investir inesquecíveis aos nossos clientes”, destaca Carlos Bandeira, diretor de Incorporação da RJZ Cyrela.

“Nossa chegada ao centro do Rio de Janeiro fomenta o turismo e investimentos na região. As parcerias com a Cury e RJZ Cyrela agregam ao nosso propósito como referência em moradia flexível e atuação em todo o Brasil, fortalecendo ainda mais nossa missão de possibilitar experiências incríveis aos nossos clientes e parceiros”, Allan Sztokfisz, CEO do Charlie.

Como funciona?

Principalmente com a volatilidade do mercado financeiro e os baixos retornos das opções mais tradicionalistas, investir em imóveis segue como uma grande escolha, porque, além da valorização natural, o proprietário consegue um bom retorno financeiro com o aluguel, com destaque para os valores maiores conquistados ao trabalhar com o auxílio das plataformas de locação (OTAs) como o Airbnb.

No Rio de Janeiro, a proposta se transforma em uma grande fonte de renda, quando trabalhada corretamente. Afinal, a cidade maravilhosa atrai turistas de todos os cantos do mundo.

Para Aarti Waghela, Head de Growth do Charlie, nascida em Londres e morando no Rio de Janeiro desde 2008, a capital carioca possui potencial incrível para atender os perfis nômades digitais e expansão de novos negócios, inclusive na conversão de hotéis. “Com as parcerias da Cyrela RJZ e Cury, queremos inovar e oferecer uma hospedagem do futuro. Por isso, o Charlie passa a oferecer e ampliar proposta de valor de estadia democrática que atendam diversos perfis, regiões e estilo de empreendimentos. Vamos possibilitar o anywhere office aos perfis que aderiram ao formato híbrido de trabalho reforçado pela pandemia. Inclusive, apaixonada pela Cidade Maravilhosa, sou uma gringa muito carioca e recebo diversos amigos vindos de Londres que se hospedaram na minha casa trabalhando em home office, mas que priorizam a praia e estilo de vida carioca, e que agora poderão se instalar em um Charlie”, afirma.

E complementa dizendo que “Esperamos que as pessoas busquem pelo Charlie nos empreendimentos da Cury e RJZ Cyrela, cada um com seus encantos, e que nossa operação seja referência, desmistificando a moradia flexível no Rio de Janeiro, seja para quem pretende investir, hotéis que busquem por conversão ou turistas que estejam passando pelas regiões onde estaremos e decidam ficar por lá”, afirma.

Desenvolvida para se tornar uma das principais gestoras de locação de imóveis no Brasil, o Charlie atua com o propósito de integrar todo o ecossistema de redes hoteleiras com o conforto e hospitalidade do lar. Para isso, oferece estadas flexíveis de curto a longo prazo, além de conexão com mercado investidor.

Mas como o serviço funciona na prática? Ao adquirir um imóvel e contar com o suporte do Charlie, o investidor só precisa se preocupar em receber os rendimentos. Mesmo antes da entrega da unidade pela incorporadora, o proprietário conta com o auxílio da startup, com a orientação do melhor projeto para mobiliar o imóvel para esse propósito.

A startup oferece acomodações que atendem diversos perfis de hóspedes, com preços acessíveis, que variam de acordo com a localização, tamanho e design. As unidades ficam disponíveis para reserva no site do Charlie, assim como nas maiores plataformas de locação (OTAs) do Brasil e do mundo.

Diferenciais

Entre os diferenciais, apartamentos prontos para morar em formato de locação sem burocracia. Portanto, o hóspede ou morador precisa apenas apresentar comprovante de renda para efetuar o pagamento via boleto bancário ou cartão de crédito e garantir a reserva, eliminando a necessidade de um fiador ou seguro-fiança.

Além disso, oferece serviços como limpeza, atendimento 24 horas, sete dias da semana, e prazos de estada flexíveis, de curto a longo prazo. Ao optar por uma das unidades, os hóspedes conseguirão entrar no quarto por meio de uma fechadura eletrônica e atendimento online personalizado.

Com todos esses elementos reunidos, a solução traz um grande diferencial para as construtoras e incorporadoras do Rio de Janeiro, como já acontece em outras cidades do País. “Esperamos que as pessoas busquem pelo Charlie nos empreendimentos da Cury e RJZ Cyrela, cada um com seus encantos, e que nossa operação seja referência, desmistificando a moradia flexível na região, seja para quem pretenda investir, turistas ou esteja passando pelo centro e decida ficar por lá”, afirma o Allan Sztokfisz, CEO do Charlie.

Sobre o Charlie

Criada em julho de 2020 por Allan Sztokfisz e Flavio Ghelfond, o Charlie é uma startup que transforma a maneira de morar, mesclando as praticidades do hotel com o conforto de casa, oferecendo uma experiência de estadia e serviços sob demanda para curta, média e longa duração. A empresa tem como objetivo estabelecer uma relação ganha-ganha para toda a cadeia, ou seja: incorporadoras, proprietários e hóspedes.

Há dois anos atua no mercado com importantes parceiros como Trisul, Grupo Cyrela, EZTec,, Yuny, Cury, Gabriel Bacelar, Next Realty, Lavvi, CCDI, FL2, Tecnisa, entre outras.

Atualmente, possui 17 empreendimentos com imóveis e estandes em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre. Para este ano, a empresa pretende dobrar o número de apartamentos, que hoje, entre residências e hotéis, conta com mais de 500 quartos. Quer saber mais? Então acesse www.staycharlie.com.br.

Patrocinado por:

Encontrou algum erro? Entre em contato